• Moto Premium

BMW Group anuncia investimento de R$ 50 milhões para a Planta Manaus e sete novos modelos até 2025

Com investimento, capacidade produtiva vai aumentar em mais de 25% e área útil, em 50%, gerando novos empregos diretos



Comemorando 6 anos de existência em 2022, a fábrica de motocicletas do BMW Group em Manaus receberá um investimento de R$ 50 milhões entre 2022 e 2025, para incremento em todas as áreas produtivas — qualidade, produção, logística e expedição. O investimento na planta, responsável pela produção de modelos da marca BMW Motorrad, também prevê aumento de 25% na capacidade produtiva, 20% na mão de obra direta e 50% na área útil da planta. Parte do investimento também será destinada à produção de sete novos modelos até 2025.

“O investimento de R$ 50 milhões na planta Manaus ratifica a nossa aposta acertada no Brasil, onde montamos a primeira fábrica da BMW Motorrad dedicada à produção de motocicletas fora da Alemanha. Este foi um resultado de um robusto planejamento estratégico, que focou em todas as dimensões do negócio, e que agregado à competência da nossa equipe, permite que nossa planta siga os mais rigorosos padrões de qualidade internacionais da BMW, o que é motivo de orgulho para todo o time da BMW Motorrad”, afirma Jefferson Dias, Diretor-Geral da Planta Manaus.

“O mercado brasileiro é o sexto maior para a BMW Motorrad no mundo. E a fábrica de Manaus é responsável por 99% do volume da marca no Brasil. Até 2025, sete novos modelos serão produzidos localmente, sendo quatro totalmente novos. Um deles será lançado esse ano ainda. Esse investimento vai reforçar a nossa liderança nacional no segmento de motos premium”, diz Julian Mallea, CEO da BMW Motorrad Brasil.

Com o investimento, a capacidade de produção vai subir de 15.000 para 19.000 motos por ano. Trata-se de um aumento de mais de 25% na unidade fabril, que hoje produz oito modelos: G 310 GS, G 310 R, F 750 GS, F 850 GS, F 850 GS Adventure, S 1000 RR, R 1250 GS e R 1250 GS Adventure. Em linha com o que há de mais moderno na Europa.

Para suportar esse aumento de capacidade produtiva, também está prevista a geração de empregos, com aumento de 20% no número de postos de trabalho na fábrica manauara.

Outra grande mudança confirmada é a integração de um novo galpão à fábrica. Atualmente com dois galpões e área aproximada de 10 mil m², a Planta Manaus passará a contar com três galpões — uma ampliação de 50% na área total, para 15 mil m². Programado para novembro, o novo espaço será destinado ao estoque de materiais, recebimento e inspeção de qualidade.