• Moto Premium

Bruno Crivilin assume 7º lugar na tabela da E1 com melhor desempenho no Mundial de Enduro 2022

Piloto brasileiro da equipe Honda S2 Motorsport fecha segundo dia da etapa com vitória em uma das especiais e sexto lugar na categoria; Pela Enduro GP (geral), Crivilin conquista primeiros pontos da temporada


Bruno Crivilin, piloto patrocinado pela Honda, representa o Brasil na sexta etapa do Mundial de Enduro 2022

O brasileiro Bruno Crivilin obteve o seu melhor rendimento do Campeonato Mundial de Enduro 2022 na Hungria, palco da sexta e penúltima etapa do calendário, realizada na cidade de Zalaegerszeg. Depois do quinto lugar nas disputas do dia anterior, o piloto da equipe Honda S2 Motorsport confirmou a sexta colocação da classe E1 neste domingo (7/8), com direito a vitória em uma das especiais (trechos cronometrados), acelerando a motocicleta CRF 250RX. Assim, ele sobe do oitavo para o sétimo lugar na tabela da categoria.

O desempenho em solo húngaro também foi destaque na Enduro GP (geral), na qual Crivilin garantiu os seus primeiros cinco pontos do campeonato, ocupando o 27º lugar da classificação. Isso porque nas disputas de sábado ele alcançou a 11ª colocação da Enduro GP, a melhor performance do ano diante de todos os pilotos mais rápidos do Mundial, incluindo os das divisões que utilizam motocicletas de 450 cilindradas.

Esta é a segunda semana consecutiva que o capixaba de 25 anos melhora o seu rendimento em etapas do Mundial e sobe uma posição na tabela da E1, mostrando estar em fase de plena evolução. Na rodada do último fim de semana, na Eslováquia, Crivilin venceu pela primeira vez uma especial da categoria, figurou no Top 5 nas disputas do primeiro dia e assumiu o oitavo lugar. Agora, em sétimo da tabela, ele soma 103 pontos – apenas um a menos que o sexto colocado, o italiano Samuele Bernardini.

“Tive mais um bom dia no GP da Hungria neste domingo, terminei em sexto lugar da E1. Foram pontos muito importantes para o campeonato e subi mais um degrau na classificação”, comemora Crivilin, o atual tetracampeão brasileiro de Enduro na E1 e Enduro GP.

A prova foi formada por quatro voltas de 46 quilômetros cada, tanto no sábado quanto no domingo, com três especiais (trechos cronometrados): um Enduro Teste, um Cross Teste e um Extreme Teste. A vitória do dia ficou com o espanhol Josep Garcia na Enduro GP e com o italiano Andrea Verona na E1.

Apesar do balanço positivo, a jornada de Crivilin na Hungria não foi nada fácil. “Depois de tantas voltas, as especiais ficaram destruídas, com muitos buracos. Sofri uma queda forte hoje no primeiro Cross Teste e perdi bastante tempo, mas depois fui recuperando e cheguei a ganhar até um especial na minha categoria. Agora teremos a final na Alemanha, em outubro, e vou me preparar para continuar melhorando”, finaliza.

Bruno Crivilin disputa pelo terceiro ano consecutivo o Campeonato Mundial de Enduro pela Honda. Ele conquistou o melhor posto alcançado por um brasileiro na competição ao finalizar a temporada passada na sexta colocação da categoria E1. Em 2020, ele conquistou a inédita medalha de bronze, com a terceira colocação na classe J1, destinada a pilotos até 23 anos com motos até 250cc.

A grande final do Mundial de Enduro 2022 será realizada de 14 a 16 de outubro, em Zschopau, Alemanha.


RESULTADOS – 6ª ETAPA DO MUNDIAL DE ENDURO 2022


Classificação após cinco etapas (cinco primeiros)


Categoria E1

1 – Andrea Verona #99 (ITA) – 237 pontos

2 – Thomas Oldrati #22 (ITA) – 188 pontos - Honda Racing RedMoto World Enduro

3 – Matteo Cavallo #25 (ITA) – 164 pontos

4 – Jamie Maccanney #18 (GBR) – 139 pontos

5 – Antoine Magain #71 (GBR) – 113 pontos

7 – Bruno Crivilin #11 (BRA) – 103 pontos – Honda S2 Motorsport – CRF 250RX

Enduro GP

1 – Andrea Verona #99 (ITA) – 193 pontos

2 – Wil Ruprecht #57 (AUS) – 165 pontos

3 – Josep Garcia #26 (ESP) – 155 pontos

4 – Nathan Watson #91 (GBR) – 147 pontos - Honda Racing RedMoto World Enduro

5 – Thomas Oldrati #22 (ITA) – 106 pontos - Honda Racing RedMoto World Enduro

27 – Bruno Crivilin #11 (BRA) – 5 pontos – Honda S2 Motorsport – CRF 250RX


6ª etapa do Mundial de Enduro 2022

Zalaegerszeg – Hungria


Dia 2 (cinco primeiros)


Categoria E1

1 – Andrea Verona #99 (ITA) – 59:50.86

2 – Jamie Maccanney #18 (GBR) – 1:00:56.47

3 – Matteo Cavallo #25 (ITA) – 1:00:58.23

4 – Antoine Magain #71 (GBR) – 1:01:17.58

5 – Thomas Oldrati #22 (ITA) – 1:01:39.95 - Honda Racing RedMoto World Enduro

6 – Bruno Crivilin #11 (BRA) – 1:01:48.76 - Honda S2 Motorsport - CRF 250RX


Classificação geral (Enduro GP)

1 – Josep Garcia #26 (ESP) – 59:22.95

2 – Andrea Verona #99 (ITA) – 59:50.86

3 – Wil Ruprecht #57 (AUS) – 1:00:01.36

4 – Marc Sans Soria #2 (ESP) – 1:00:15.80

5 – Alex Salvini #9 (ITA) – 1:00:19.78

18 – Bruno Crivilin #11 (BRA) – 1:01:48.76 - Honda S2 Motorsport - CRF 250RX


Dia 1 (cinco primeiros)


Categoria E1

1 – Andrea Verona #99 (ITA) – 1:01:23.45

2 – Jamie Maccanney #18 (GBR) – 1:01:53.74

3 – Daniel Milner #5 (AUS) – 1:02:06.00 – Honda Racing RedMoto World Enduro

4 – Matteo Cavallo #25 (ITA) – 1:02:12.02

5 – Bruno Crivilin #11 (BRA) – 1:02:40.40 - Honda S2 Motorsport - CRF 250RX


Classificação geral (Enduro GP)

1 – Josep Garcia #26 (ESP) – 1:01:02.70

2 – Nathan Watson #91 (GBR) – 1:01:21.68 – Honda Racing RedMoto World Enduro

3 – Andrea Verona #99 (ITA) – 1:01:23.45

4 – Jamie Maccanney #18 (GBR) – 1:01:53.74

5 – Alex Salvini #9 (ITA) – 1:02:00.51

11 – Bruno Crivilin #11 (BRA) – 1:02:40.40 - Honda S2 Motorsport - CRF 250RX


CALENDÁRIO MUNDIAL DE ENDURO 2022

1ª etapa – 6 a 8 de maio – Lalin – Espanha

2ª etapa – 13 a 15 de maio – Peso da Régua – Portugal

3ª etapa – 24 a 26 de junho – Carpineti – Itália

4ª etapa – 1 a 3 de julho – Coimbra – Portugal

5ª etapa – 29 a 31 de julho – Gelnica – Eslováquia

6ª etapa – 5 a 7 de agosto – Zalaegerszeg – Hungria

7ª etapa – 14 a 16 de outubro – Zschopau – Alemanha