top of page
  • Foto do escritorMoto Premium

Campeonato Brasileiro de Motovelocidade 2023 reunirá os melhores pilotos do país em três competições


Com estreia em Goiânia (GO) nos dias 14, 15 e 16 de abril, o calendário deste ano do Brasileiro de Motovelocidade será dividido em seis etapas e abrigará as disputas do Yamalube R3 bLU cRU América Latina, do MOTO 1000 GP e da 2 Horas Endurance.


Pilotos de 10 países diferentes. Disputas em categorias multimarcas e monomarcas. Provas que valem o título nacional e latino-americano. Abrimos o mês da motovelocidade e o eco dos motores promete tomar conta dos principais circuitos do país. Competidores a postos e contagem regressiva para a largada. Faltam apenas duas semanas para o início do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade 2023. Com chancela da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e realização da Tech Time Ltda e M78, a 1ª Etapa da competição será disputada no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, nos dias 14, 15 e 16 de abril, e terá transmissão ao vivo no YouTube e pelo canal por assinatura BandSports.


A temporada 2023 promete ser inesquecível. Serão ao menos oito largadas por etapa, divididas em três competições totalmente independentes que ocorrerão sob a tutela do Campeonato Brasileiro. Em um mesmo final de semana, os espectadores poderão acompanhar, das arquibancadas ou pela televisão, os treinos e provas do Campeonato Yamalube R3 bLU cRU América Latina, do MOTO 1000 GP e da 2 Horas Endurance. Com o mais elevado nível técnico e as melhores práticas de segurança exigidas pela FIM – Federação Internacional de Motociclismo –, o Campeonato Brasileiro espera reunir ao menos 160 pilotos, entre todas as categorias, em cada uma das seis rodadas programadas.



De âmbito nacional, o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade percorrerá as pistas de cinco autódromos diferentes localizados em quatro Estados do país. A competição inicia em Goiânia (GO), com a abertura realizada no Autódromo Internacional Ayrton Senna. Depois segue para Campo Grande (MS), onde as disputas serão travadas no Autódromo Orlando Moura, e chega à metade da temporada em Lima Duarte (MG), no moderno Autódromo Potenza. Em seguida parte para Cascavel (PR), no tradicional Autódromo Zilmar Beux, retorna a Minas Gerais, em Curvelo, no Circuito dos Cristais, e encerra a temporada 2023 no mesmo palco da abertura, em Goiânia.


“O Campeonato Brasileiro de Motovelocidade está crescendo mais a cada ano. Tenho certeza que esse ano será um diferencial. Vamos crescer muito devido à grande participação de pilotos, de nível nacional e até mesmo internacional, que estão aderindo ao nosso campeonato. Estou bastante ansioso e esperançoso para que a temporada de 2023 inicie logo para que possamos ter um grande ano e um grande campeonato”, comenta Firmo Henrique Alves, presidente da Confederação Brasileira de Motociclismo.


Brasileiro de Motovelocidade: três eventos em uma só competição!


O Campeonato Yamalube R3 bLU cRU América Latina é um dos três eventos que integram o calendário 2023 do Brasileiro de Motovelocidade. A competição monomarca da Yamaha, que utiliza unicamente motos YZF-R3 preparadas para às pistas, chega à sua 7ª edição neste ano com 49 pilotos inscritos, sendo 13 estrangeiros, divididos nas categorias R3 Talent – para pilotos de 12 a 22 anos – e R3 Cup, para pilotos a partir de 23 anos. Além disso, o campeonato terá a participação de duas pilotos mulheres: as jovens Gabrielly Lewis e Raquel Vaz. Os atuais campeões Bruno Ribeiro, da categoria Cup, e Gustavo Manso, da Talent, também retornam à disputa para defender a manutenção dos respectivos títulos.



Com objetivo de incentivar o desenvolvimento de jovens talentos no mundo da motovelocidade, o Campeonato Yamalube R3 bLU cRU América Latina, que até o ano passado era chamado de R3 bLU cRU Cup, já lançou diversos vencedores mundo a fora. O piloto Enzo Valentim, formado nas categorias da casa, é o atual campeão europeu da R3 bLU cRU European Cup. Os jovens competidores Ton Kawakami, Humberto Turquinho e Enzo Valentim participam da Supersport 300, classe de acesso do Mundial de Superbike. Por fim, Meikon Kawakami, que disputa o Espanhol de Motovelocidade (ESBK), encerrou a temporada passada na quarta colocação do classificatório geral.


O segundo grande evento que integra o Brasileiro de Motovelocidade deste ano é o Moto 1000 GP. O campeonato, que fez história entre os anos de 2011 e 2015, está de volta após uma longa pausa de sete anos de inatividade. Criado pelo ex-piloto Gilson Scudeler, a competição é amplamente reconhecida como um dos eventos motociclísticos mais respeitados já promovidos no país, devido, principalmente, à organização, profissionalismo e a implantação das melhores práticas trazidas das competições europeias.


Ao longo das cinco temporadas realizadas, o Moto 1000 GP coroou grandes nomes da motovelocidade, como os bicampeões Mathieu Lussiana (2015-2014) e Luciano Ribodino (2013-2012), além de Alan Douglas, vencedor da temporada 2011, todos pela categoria GP1000. Neste recomeço, agora sob o comando da Tech Time, com os diretores Donato Miranda (diretor esportivo) e Marcos Vinicius Tucano (diretor técnico), e da M78, o campeonato retoma as disputas da principal categoria, com motos de 1.000 cc, assim como das classes intermediárias GP300 e GP600, com a supervisão e apoio de Gilson Scudeler.


Valendo o título nacional 2023, a GP1000 já tem seu grid formado por 11 equipes inscritas, cada uma representada por dois pilotos. Entre os times que disputam a categoria rainha estão: ART Aston Racing, Center Moto Racing, Dazzi Racing, Motobel Brothers, Norte Minas Racing, Potenza Racing, Procomps XL Racing, PRT M78 Yamaha, PRT AD78 Yamaha, Surf BSB Motor Racing e 77Galego Racing.


Por último e não menos importante, o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade 2023 contará ainda com a realização do ‘2 Horas Endurance’, evento que estreia neste ano e acontece ao longo de todas as seis etapas do calendário. Com provas de duas horas de duração, as equipes participantes poderão utilizar até quatro pilotos por moto para completar a longa e desgastante disputa, que exigirá muita concentração e uma excelente estratégia dos boxes.



Confira abaixo a lista dos pilotos e equipes da categoria GP 1000 que disputarão a temporada 2023 do MOTO 1000 GP:


ART Aston Racing Team - Alexandre Ayabe (#850) e Gleidson Babinha (#10)


Center Moto Racing - Pedro Lins (#30) e Bernardo Herculano (#741)


Dazzi Racing - Bruno Gibi (#94) e Elvis Carneirinho (#18)


Motobel Brothers - Eduardo Marques (#231) e William Barros (#23)


Norte Minas Racing Team - Michel Abboud (#8) e Victor Olivera (#5)


Potenza Racing - Rafael Maranhão (#69) e Guilherme Agostine (#58)


Procomps XL Racing Team – Alexandre El Toro (#75) e Luis Ferraz (#13)


PRT M78 Yamaha - Meikon Kawakami (#83) e Breno Pinto (#44)


PRT AD78 Yamaha - Ton Kawakami (#87) e Pablo Nunes (#28)


Surf BSB Motor Racing – Henrique Castro (#88) e Iovandes Natural (#3)


77Galego Racing Team – Alan Galego (#77) e Hugo Barbosa (#188)



Calendário do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade – 2023


1º Etapa de GOIÂNIA – 14 a 16 de abril, Goiânia (GO) – Autódromo Internacional Ayrton Senna;


2ª Etapa de CAMPO GRANDE – 26 a 28 de maio, Campo Grande (MS) – Autódromo Orlando Moura;


3ª Etapa de LIMA DUARTE – 14 a 16 de julho, Lima Duarte (MG) – Autódromo Potenza;


4ª Etapa de CASCAVEL – 25 a 27 de agosto, Cascavel (PR) – Autódromo Zilmar Beux de Cascavel;


5ª Etapa de CURVELO – 6 a 8 de outubro, Curvelo (MG) – Circuito dos Cristais;


6ª etapa de GOIÂNIA – 10 a 12 de novembro, Goiânia (GO) – Autódromo Internacional Ayrton Senna.


Restando apenas duas semanas para a abertura do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, a programação completa da 1ª Etapa será divulgada nos próximos dias. Para mais informações, acesse o www.M1Gp.com.br e os perfis oficiais nas redes sociais: Instagram + Facebook + Youtube: Brasileiro de Motovelocidade e MOTO 1000 GP.


Serviço: Campeonato Brasileira de Motovelocidade - Etapa de Goiânia


Autodromo Internacional Ayrton Senna - GOIANIA - GO


Data: 16 de abril de 2023 - Domingo


Ingressos: Paddock (R$ 50) + Arquibancada (R$25) + taxas.


Adquira através do Sympla - Ingressos


Horário: 9h30 - 17h

Comments


bottom of page