• Moto Premium

Isolamento - moto parada

A moto ficou –ou ainda está– parada na pandemia? Veja os cuidados para não ter problemas na retomada


Por: Guilherme Silveira



No período de isolamento social forçado pela pandemia do coronavírus, muitas motos ficaram paradas por meses... Além disso, há quem tenha orgulho de sua tão querida “moto de garagem”, ou de ­ nal de semana. Bom, até aí, nada demais nisso. Ter uma quilometragem baixa e uma pintura vistosa só agregam valor na hora de vendera “motoca”.

Porém, em motos paradas por longo tempo podem surgir complicações mecânicas, elétricas, e até de suspensão e freios. Especialmente quando se deixa a moto “repousando” por períodos superiores a dois meses.

Segundo o tarimbado mecânico Alex Bongiovanni, expert em motos premium da O‑ - cine Moto, de São Paulo, os modelos atuais, com mais recursos tecnólogicos, exigem alguns cuidados além daqueles que haviam no passado, que se resumiam a “secar” a carburação e desligar a bateria.

Continua fundamental, sem dúvida, desligar a bateria quando a moto vai ficar parada por mais de uma semana. Segundo Alex, essa providência preserva tanto a bateria como a própria parte elétrica da moto.

Confira a seguir os principais cuidados que devem ser tomados com a motocicleta que ficará de “férias”.


Transmissão

A transmissão final por corrente deverá ser bem lubrificada, para evitar corrosão, enquanto nos sistemas de correia de compostos de “borracha”, deve-se dar uma bela hidratação com spray de silicone específico para isso.



Freios e fluídos

Nas motos com sistemas ABS nos freios, que forem ficar paradas por longo tempo, o ideal mesmo seria sangrar todo o óleo do sistema e substituí-lo por silicone líquido –a exemplo do que é feito em muitas motos de museus ou de coleção. Por absorver água, o fluido de freio pode oxidar. Isso pode resultar em resíduos metálicos, que tendem a travar as válvulas de entrada e saída hidráulica do módulo eletronico do ABS. “Em 20% dos casos conseguimos ‘salvar’ o módulo; mas é um trabalho complicado e que exige o desmonte total do sistema de freios”, explica Alex.

Sintoma de que “deu ruim” nos freios ABS é o pedal de freio traseiro e às vezes até o manete começarem a ficar duros. Portanto, muita atenção à parte hidráulica. O mais prudente é que, antes de a moto voltar a circular, seja levada em transporte até a oficina, para que se realize a limpeza tanto do sistema de freios como do tanque de gasolina e a troca geral dos fluidos.


Umidade

Mais importante que passar cera na pintura do tanque e colocar aquele cobertor ou lençol em cima da poderosa, para evitar que o sol a “queime”, é tapar a(s) saída(s) de escapamento e também a entrada do filtro de ar com pano ou estopa. Bongiovanni reforça essa dica para locais mais úmidos, como praia –ou mesmo motos que ficam em contato com intempéries. “A médio prazo, a umidade pode entrar via válvula de escape, e isso corrói os anéis raspadores do pistão, marcando o cilindro e chegando até a pedir retífica, em casos mais extremos”, explica.

Quanto à estética, vale a pena encerar as partes pintadas e cobrir a motocicleta com capa de TNT, respirável, ou até mesmo o inefável lençol velho.


Deixe o tanque cheio

Para ter uma moto operacional assim que voltar à ativa, o ideal é deixar o tanque de combustível cheio. “Dessa maneira se evita a oxidação interna do metal, que pode vir a trazer problemas tanto para a bomba elétrica de combustível, como para o próprio sistema de injeção do motor”, explica Bongiovanni. Ele completa: “salvo nos tanques de plástico, claro, que não sofrem oxidação com o tempo, o ideal é manter o tanque cheio”.


Pneus e suspensão



Dois cuidados são muito importantes quando se deixa a moto parada: se tiver cavalete central, utilize-o! Isso ajudará a conservar componentes como os retentores e molas da suspensão, e até pneus e câmaras.

Quanto aos pneus, ideal é deixá-los com pressão em torno de 55 libras, de forma a evitar deformação por ficarem “forçados” na mesma posição por muito tempo. Com o cavalete central, esse problema será amenizado.


7 visualizações0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© 2020 MOTO PREMIUM.