top of page
  • Foto do escritorMoto Premium

Pirelli traz pneus slick para categoria GP300 do Moto1000GP



A Pirelli, parceira e fornecedora oficial de pneus do Moto100GP, anuncia atualização de pneus para a categoria GP300. A primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade será realizada entre os dias 27 e 28 de abril no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia (GO).


A mudança dos pneus acompanha o movimento de nivelamento da categoria, que em 2024 passa a ser monomarca (com motocicletas Yamaha R3) e terá quatro campeonatos em disputa: Yamaha R3 bLU cRU categoria CUP, Motul 300v CUP (copa subsidiada pela empresa francesa de lubrificantes e fluídos), Campeonato Brasileiro de GP300 e Campeonato Brasileiro de GP300 Master - para competidores nascidos antes de 1979.

Em 2023, a Pirelli forneceu pneus Diablo Supercorsa. A partir desta temporada serão utilizados pneus Diablo Slick, de uso exclusivo para competições. A mudança nivela o equipamento com o mesmo fornecido pela fábrica italiana para a Supersport 300 no WorldSBK.

Para Rutembergue Fonseca, diretor comercial e de marketing Moto da Pirelli para a América Latina, a alteração trará grandes benefícios para a categoria. "O Diablo Slick, presente tanto no WorldSBK quanto no circuito europeu, chega ao Brasil com a missão de alinhar-se à tendência global estabelecida pela Pirelli. Esta iniciativa visa facilitar o desenvolvimento dos pilotos brasileiros que participam desse intercâmbio internacional, reconhecendo o pneu como um fator decisivo para a performance nas pistas. Com sua concepção totalmente voltada para o ambiente de competição, o Diablo Slick promete elevar o nível de desempenho nas corridas", comentou Rutembergue.

Marcus Vinicius Tucano, diretor de provas e promotor do Moto1000GP, considera que a mudança dos pneus é um impulso significativo para a categoria. "Essa atualização promovida pela Pirelli representa um avanço crucial para a qualidade técnica da GP300. A uniformidade na preparação de todas as motocicletas, aliada ao acesso a equipamentos de alta qualidade e custos acessíveis, certamente impulsionará o crescimento desta categoria", afirmou.

Com oito etapas marcadas para a temporada 2024, o Moto1000GP, que é o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, segue todos os protocolos de segurança exigidos pela Confederação Nacional do Motociclismo (CBM) e pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM).

Comments


bottom of page