• Moto Premium

Z650

Razão e sensibilidade - A Kawasaki Z650 é um bom exemplo de harmonia entre desempenho empolgante e versatilidade de uso. Ou de como a sua moto de uso diário pode lhe trazer fortes emoções…


Por: Gabriel Marazzi


Há quatro anos, surgia uma nova integrante da icônica família “Z” da Kawasaki, a Z650, que tomava o lugar, no line-up da marca, da comportada ER-6n. Esse modelo, que era a versão naked da antiga Ninja 650, também conhecida como ER-6f, era notada devido ao curioso quadro de vigas laterais com o único amortecedor traseiro, visualmente destacado na lateral direita da motocicleta.

Para poder pertencer à família “Z”, no entanto, a ER-6n precisava de um pouco mais de tempero, e isso foi feito com um novo comando de válvulas de maior permanência, novos cilindros do tipo open deck – o que eliminou as aletas externas de refrigeração –, e, o mais importante, um novo quadro de treliça, bem mais leve que o anterior, com o amortecedor traseiro voltando à posição central, ligado à balança de alumínio por links.

Ainda nessa reformulação, a Kawasaki Z650 passou a ter embreagem deslizante e a posição de pilotagem ficou mais confortável, o que, em conjunto com uma redução de 19 kg no peso total, deixou a motocicleta mais esportiva, sem abrir mão das características fundamentais de dirigibilidade de uma naked.


MELHOR DIRIGIBILIDADE

Só com essa receita, a Kawasaki Z650 ficou bem mais interessante, não apenas no visual,

mas, principalmente, na dirigibilidade. Agora, ela ficou ainda melhor, com muitas novidades. Isso mesmo mantendo as suspensões, a dianteira sem ajuste e a traseira apenas com ajuste na pré-carga do único amortecedor.


MOTOR ELÁSTICO

O motor da Kawasaki Z650 é bicilíndrico em linha, com quatro válvulas por cilindro e dois comandos no cabeçote (DOHC). A potência é de 68 cv, o torque é de 6,7 kgfm e o câmbio é de seis marchas.

A embreagem é assistida e deslizante, com manete regulável em cinco posições, conforme o tamanho das mãos do piloto. O manete do freio dianteiro também é regulável em cinco posições. E uma boa novidade, na época de sua maior renovação, foram os pneus Dunlop Sportmax Roadsport 2, de medidas 120/70x17 na frente e 160/60x17 atrás.

Para se manter atual, no entanto, mais melhorias foram introduzidas nessa motocicleta há cerca de quatro meses, quando a Kawasaki Z650 2021 foi apresentada virtualmente à imprensa. Nessa apresentação online, todas as novidades da nova versão foram detalhadas,

mas só agora foi possível conferir na prática o resultado dessa atualização.

Uma das principais melhorias citadas foi o banco mais anatômico, com novo desenho e espuma mais firme, o que só poderia ser avaliado pilotando a motocicleta. E, realmente, a

Kawasaki Z650 2021 melhorou sensivelmente nesse ponto em relação à ER-6n. Agora, naqueles rolês que se estendem mais do que o previsto, mais estrada poderá ser percorrida sem que o banco comece a incomodar.

As outras novidades, que deixaram a motocicleta visualmente mais agradável, até puderam ser verificadas na apresentação, mas com tudo à mão, ao vivo, todo o conjunto se mostra bem atual.

A Kawasaki Z650 2021 tem também um novo farol de LED, novas carenagem de farol e abas laterais, o que resultou em uma ligeira mudança em seu visual, sem perder suas características naked. Um detalhe interessante é a lanterna traseira, cujos LEDs que a compõem formam a letra “Z” em vermelho sobre fundo claro.


PAINEL DE SMARTPHONE

O mais marcante entre as inovações da nova Kawasaki Z650 2021, é o novo painel de instrumentos de TFT – Thin Film Transistor, a mesma tecnologia dos smartphones –, que se conecta ao usuário por meio do Bluetooth e do aplicativo Rideology da marca para celulares. Esse aplicativo é o mesmo utilizado pelas motocicletas maiores da em presa, como a Kawasaki Versys 1000.



O novo painel com tela de 4,3 polegadas pode ser visualizado com fundo branco ou fundo preto, conforme a situação e a escolha do usuário, e tem, ainda, indicador digital de marcha engatada e shift-light, para indicar a troca de marcha, que vai mudando de cor e pisca quando o motor atinge a rotação definida pelo piloto. Tanto o aplicativo quanto o novo painel são responsáveis pelo maior controle, tanto da manutenção quanto da pilotagem. É sempre muito bom saber qual é a marcha engrenada, apenas visualizando o painel de instrumentos

A Kawasaki Z650 custa R$ 38.490, na versão de cor preta, e R$ 38.490, na versão preta com detalhes em verde.



25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Receba nossas atualizações

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© 2020 MOTO PREMIUM.