• Moto Premium

Dafra Sym Citycom HD 300

Robusta versatilidade - Esguio e imponente, o scooter da Dafra tem desempenho acima da média e robustez mecânica comprovada. Versátil, encara muito bem a cidade e as longas viagens.


scooter Dafra Sym Citycom HD 300
Estabilidade à toda prova com excelentes pneus e suspensões firmes

Quem vê, nos dias de hoje, a profusão de scooteres circulando pelas ruas, principalmente nas grandes cidades, pode não ter ideia de como começou essa tendência. Nem precisamos voltar muito no tempo, quando, com a economia arrasada pela guerra, alguns países europeus, em especial Itália e Alemanha, criaram as motonetas para transporte individual fácil e barato. Vespa e Lambretta são seus melhores representantes.

frente do scooter Dafra Sym Citycom HD 300
Farol no guidão e luzes de posição em LED

Com uma história um pouco mais recente, esses notáveis veículos urbanos voltaram à moda, primeiramente como um brinquedão, muito utilizado em condomínios fechados, e depois como uma grande solução para o transporte individual. A Vespa teve um momento de sucesso no mercado nacional de motonetas nos anos 80, que agora está firmemente consolidado.

Mesmo com alguns representantes disponíveis de grandes marcas – como Suzuki, Honda e Yamaha, que ofereciam modelos de baixa cilindrada –, foi uma marca desconhecida que, há uma década, quando os scooteres já eram populares mas ainda sofriam um certo preconceito, deu uma guinada nesse segmento, com o Dafra Citycom 300. A maior cilindrada e a excelente relação custo x benefício fez com que esses versáteis veículos pudessem ter uma utilidade mais abrangente. E o Dafra Citycom 300i teve um vibrante sucesso desde então, liderando seu mercado por muito tempo. Só bem depois dele é que vieram as concorrentes Honda SH 300i e Yamaha XMax 250, atualmente o líder deste segmento de mercado.

E foi justamente o acirramento desta concorrência que fez com que a Dafra providenciasse a primeira evolução mais significativa em seu modelo, lançando o HD 300 há cerca de um ano. Na verdade, o novo scooter não substituiu o anterior, pois ambos continuam sendo oferecidos, com algumas diferenças, incluindo o preço.

Dafra Citycom HD 300 Sym
Modelo surpreende pelo bom desempenho e robustez mecânica

Com a chegada do Dafra HD 300, que custa R$ 23.190, a sua versão mais conhecida foi simplificada, passando a não mais oferecer o sistema ABS dos freios – adota apenas os freios de ação combinada – e adotando a nomenclatura Citycom 300 CBS, custando R$ 21.890.

As diferenças entre o Dafra HD 300 e o Citycom 300 CBS são os componentes de carenagem, com linhas mais angulosas, que lhe conferem um visual diferente, adotando farol de LED, novo painel de instrumentos, maior capacidade no compartimento debaixo do banco e bagageiro traseiro que já vem com suporte para bauleto.

As novas carenagens deixaram o Dafra HD 300 com um porte mais leve, confirmado pelos 13 kg a menos do novo scooter. Essa dieta, aliada à sua menor largura, o deixou mais ágil e fácil de ser pilotado. Com a mesma mecânica do S, mas com os idênticos valores máximos de torque e potência surgindo 500 rpm antes, a sensação de pilotagem é que o HD 300 é mais rápido e veloz do que o S.

Espaço sob o banco do Dafra Sym Citycom HD 300
Espaço fechado sob o banco, de 38 litros, é dos melhores

Para ganhar 8 litros no compartimento debaixo do banco – que é de 38 litros–, no Dafra HD 300 a bateria foi deslocada desse espaço para o interior do escudo frontal. E essa alteração foi responsável pela maior diferença entre as duas versões, pois o farol do HD subiu então para o guidão.

Aí entra o gosto pessoal de cada um dos candidatos a proprietários de um scooter da Dafra: alguns preferem o farol fixo no anteparo, como é o caso do S 300 CBS, outros gostam mais do farol virando juntamente com o guidão, como o do HD 300. O inegável é que o HD tem um aspecto mais moderno e sofisticado.

Outro fator para a escolha entre um dos dois pode ser o preço. Custando R$ 3.000 a menos, é muito provável que o Dafra S 300 CBS continue a ser o líder disparado dentre eles, mesmo não incluindo o sistema de freios ABS. O para- -brisa é um item sempre polêmico em uma motocicleta ou scooter, mas a falta desse equipamento no novo Dafra HD 300 pode eventualmente ser mais um fator para que ele ainda não supere o S 300 nos números de vendas.

O motor é o mesmo monocilindro robusto de 278,3 centímetros cúbicos de deslocamento, refrigerado a água, capaz de render 27,6 cv a 7.000 rpm, com torque máximo de 2,6 kgf.m a 6.000 giros. Tem se revelado bastante robusto nas milhares de unidades do S vendidas, algumas rodando com quilometragem bastante avançada, há dez anos.

Entretanto, como o scooter perdeu peso –como já dito, é 13 quilos mais leve que a versão anterior–, a relação peso x potência melhorou consideravelmente, em 6,8%. O consumo deve acompanhar esse ganho. A autonomia deve manter-se ao redor de 25 km por litro, em média, oscilando entre 20 km/l e 30 km/l, nessa faixa.

O tanque, que tem um bocal independente, fora do porta-objetos sob o banco, com tampa própria acionada pela chave, é de dez litros, o que sinaliza uma autonomia rodoviária de cerca de 300 km, uma boa estirada.

A velocidade de cruzeiro do HD 300 na estrada é de 110 km/h a 120 km/h, com máxima se aproximando dos 150 km/h. Um bom diferencial do modelo são as rodas de aros de 16 polegadas, que lhe dão uma aparência mais imponente, além de ter vantagens dinâmicas e na superação de irregularidades do solo.

O Dafra Sym Citycom HD 300 tem uma excelente relação custo x benefício, oferecendo desempenho, robustez e qualidade de acabamento, a um preço mais conveniente que a concorrência.

Ficha técnica do Dafra Sym Citycom HD 300 2021

SAIBA MAIS SOBRE ESSA MOTO NO MOTO PREMIUM TV:


28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo