• Moto Premium

Road Glide Limited

First class - A Harley-Davidson Road Glide Limited temo máximo de conforto para a longa estrada, transformando toda viagem em uma experiência de primeira classe!


Por: Eduardo Viotti



Shark nose, ou nariz de tubarão, foi o apelido que a carenagem de faróis duplos da mais recente geração de tourings da marca norte-americana adotou sob a denominação Road Glide. Inicialmente foi objeto de estranheza pelos fiéis fãs da marca, mas acabou por conquistar corações e mentes, até dos harleyros mais empedernidos.

A Harley-Davidson Road Glide Limited leva adiante a tradição das Ultra, as maiores e mais equipadas motocicletas de turismo da marca norte-americana. Chamava-se inicialmente Road Glide Ultra Limited, mas perdeu o adjetivo, que segue exclusivo da versão de carenagem bat wing, ou asa de morcego, com farol grande redondo único, centralizado.

Acabada totalmente em preto, com o mínimo de cromados, a Road Glide impressiona pelo acabamento, especialmente nesta versão com pintura especial, com detalhes em preto delimitados por pin stripes claras.

Há muito poucas peças cromadas, ao contrário de versões anteriores. Até mesmo as capas dos piscas, os mata-cachorros (proteções tubulares laterais), escapes, bagageiro tubular e maçanetas são em negro. As aletas de refrigeração dos cilindros são polidas na face lateral e destacam a imponência e beleza do enorme V2. A moto chama muita atenção e impressiona por onde passa.



Para completar a apreciação visual e estética, ponto de honra para qualquer Harley-Davidson, não se pode deixar de lado as rodas de liga com sete raios duplos, também em tom preto brilhante. São chamadas de Slicer, fatiador. Aros 18” na frente e atrás, com pneus coerentemente largos, 130/70 na frente, e 180/55 atrás. Os pneus são Dunlop, com marca Harley-Davidson. Proporcionam boa aderência em curvas e frenagens, no seco e sobre piso molhado, mostrando bom escoamento de água

A carenagem, ligada diretamente ao chassi, tem dois potentes faróis em LED, que iluminam como uma locomotiva à noite e são supervisíveis de dia, o que transmite segurança entre os carros, os nosso inimigos naturais.

A lanterna traseira é bem convencional e tradicional, com lâmpada comum, bem como as luzes de posição dianteiras. Já os piscas são em LEDs alaranjados.

O banco é um capítulo à parte, um dos melhores da indústria, senão o melhor. É macio e acomoda bem o piloto, embora a melhor colocação seja a do garupa, que vai como um príncipe (ou princesa) em seu troninho, kkkk! A posição de pilotagem é ergonômica, quase perfeita independente do porte físico do piloto. O guidão é alto e largo, em posição que mantém a coluna ereta. As plataformas de apoio para os pés são muito bem posicionadas e os joelhos vão mais ou menos a 90 graus, o que é muito bom. Apesar de os estribos rasparem nas curvas mais ousadas, especialmente em baixa velocidade, inclina mais que suficiente para a proposta, atingindo o máximo de 31,9 graus para a direita e 31,8 graus para a esquerda. As suspensões são bem reforçadas, e privilegiam o conforto, mas têm pouco curso (117 mm na frente e 76 mm na traseira) para as péssimas condições da maior parte das vias brasileiras.



O motor, o potente V2 twin spark (duas velas por cilindro) Milwaukee-Eight de 114 polegadas cúbicas, cerca de 1.868 cc de cilindrada, aqui na versão Twin-Cooled, com refrigeração a líquido nos cabeçotes, é muito bonito e reforça a mística da marca com seus enormes cilindros a 45 graus entre eles. O torque máximo de 16,7 kgf.m a baixos 3 mil giros é intenso e surge quando solicitado, desde as mais baixas rotações. Na auto-estrada, com o piloto-automático (cruise control) acionado, é só curtir a paisagem e a música que o sistema de som Boom!Box emite.

A Road Glide Limited tem o melhor painel de instrumentos dentre todas as Harley, com uma baita tela de LCD colorido, touchscreen (mesmo com luva). Inclui GPS, computador de bordo, controle da qualidade sonora, conexãocom celular via USB. O vasto painel inclui ainda relógios redondos. Os grandes são contagiros e velocímetro. Os ponteiros menores indicam o nível de combustível e a amperagem da bateria. Um LCD menor complementa as informações, marcha engatada, odômetros etc.


O mais importante aparato eletrônico é o sistema chamado pela marca de Reflex Defensive Rider System, RDRS. Ele atua em conjunto no controle de tração, nos freios ABS de curvas (que atuam combinados), e intervém até mesmo no travamento da roda traseira pelo freio-motor em reduçõesbruscas. A Road Glide também tem assistente de partida em ladeira, uma adoção muito útil em motos pesadas. O sistema de monitoramento da pressão dos pneus é ótimo em viagens, evitando surpresas desagradáveis em locais êrmos. Bem, com o dólar nas alturas, os preços das importadas subiram: ela custa R$ 127,6 mil, mais R$ 3,5 mil pela pintura especial em dois tons.



5 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© 2020 MOTO PREMIUM.